PortuguesePortuguese

5 Grandes Erros Que Deves Evitar Quando Ensinando Estudantes De Guitarra Principiantes

de Tom Hess


Os teus estudantes de guitarra principiantes progridem lentamente contigo? Ficam eles às vezes “presos”e alcançam um patamar no seu tocar de guitarra? Alguns dos teus estudantes de guitarra mancam pelo caminho – lutando para fazer um avanço no seu tocar de guitarra? Ensinar principiantes, é às vezes muito frustrante para ti? Alguns deles perdem facilmente o interesse nas lições? É ás vezes difícil manter os teus estudantes de guitarra motivados para treinar? Há alturas em que estás inseguro sobre o que os ensinar, como os ensinar, ou em que ordem lhes ensinar as coisas? Tens um número significante de estudantes principiantes que em menos de 1 ano deixaram de ter lições contigo?

Todas estas coisas são problemas muito comuns, que os professores de guitarra têm quando ensinam principiantes.

Eu vou mostrar-te 5 erros que a maioria dos professores de guitarra cometem quando ensinam estudantes de guitarra principiantes, e como os podes evitar.

Mas antes de eu entrar em detalhe sobre isto eu encorajo-te a fazeres o teste, sobre quão eficaz és a ensinar estudantes de guitarra principiantes. Eu preparei uma avaliação onde podes descobrir, facilmente, se estás a dar aos teus estudantes o melhor que podes. Os professores novos assumem, erroneamente, que ensinar guitarra a estudantes principiantes é mais fácil que ensinar a estudantes mais avançados… de facto, isto é totalmente falso.

Ensinar principiantes eficazmente é essencial, e requer muita responsabilidade. Faz isto bem e estas pessoas aprenderão a amar tocar guitarra e a fazerem-no bem no processo, faz isto mal, e eles frequentemente partirão desanimados e desencorajados para tocar guitarra.

Quão eficazes são os teus métodos de ensino para estudantes principiantes? Faz esta pesquisa para descobrires antes de leres mais.

Evita Estes Erros Comuns

Erro #1 Usar métodos de ensino lineares com estudantes principiantes.

A vasta maioria de professores de guitarra ensina os seus estudantes principiantes de uma maneira lógica e linear. O problema com esta aproximação é que não funciona bem com principiantes. Os estudantes progridem lentamente, ou desistem, deixando ambos professor e estudante muito frustrados. Lendo isto podes pensar: “Mas, todos os livros para estudantes principiantes são escritos desta forma.” Tens razão, eles são escritos num modo linear muito lógico e isto é uma enorme parte do problema. A aproximação pedagógica linear faz perfeito sentido, se estiveres ensinando um tópico que é linear como a matemática ou a ciência, mas o que estás ensinando é música - uma arte que requer um método diferente para ensinar e aprender. Ainda que a maneira convencional (e o modo convencional como são ensinados os estudantes principiantes) como são escritos os livros de principiantes seja, tipicamente, muito linear. Quando alguns professores percebem que isto não funciona, deixam de usar livros, e ao invés, tentam ensinar os estudantes principiantes com a sua própria versão de aproximação ao ensino linear. Isto frequentemente produz resultados medíocres… alguns professores “aceitam” estes resultados medíocres, enquanto outros procuram (novamente) um método para melhor ensinar principiantes que funcionará sempre (ou quase sempre). Um dos métodos melhores é o método de ensino de guitarra geométrico. Com esta aproximação os estudantes aprendem a aplicar e a integrar uma maior gama de necessárias habilidades musicais desde o princípio do seu treino.

Erro #2 Nas primeiras lições ensinar aos estudantes de guitarra principiantes as coisas erradas, tais como: teoria de música, exercícios de dedos, como ler anotação musical, etc. Embora cada uma dessas áreas seja muito útil de saber para a maioria dos estudantes (especialmente a teoria de música), simplesmente não é a altura certa para introduzir estes tópicos. Porquê? Bem, há várias razões, mas as principais é que a maioria dos principiantes ficarão aborrecidos, irão perder depressa o interesse e pode ferir a confiança deles neste momento. Claro que haverá alguns estudantes que respondem bem ao aprender sobre estas áreas logo de início, mas muitos não.

Alguns professores sentem que estão sendo irresponsáveis se não ensinarem este material imediatamente. Eles insistem em ensinar os principiantes estes tópicos que, normalmente, levam o professor a cometer o erro #3 descrito abaixo. Para a vasta maioria de estudantes de guitarra principiantes a meta pedagógica principal deveria ser construir a confiança dos estudantes, conseguindo que eles toquem alguma coisa na guitarra o mais depressa possível - isto também te ajudará a evitar o erro #3.

Erro #3 Não construir a essencial autoconfiança que todos os estudantes precisam (especialmente os principiantes). Os novos estudantes de guitarra (os principiantes totais) não têm nenhuma noção sobre como aprender a tocar guitarra, nem sobre lições de guitarra, e mais importante nem sobre “eles próprios”. Os principiantes não sabem se alguma vez vão conseguir aprender a tocar guitarra. Eles perguntam-se, se têm algum talento natural. Eles perguntam-se, se precisam de ter algum talento natural para tocar guitarra. Eles preocupam-se porque se acham muito velhos ou muito jovens. Eles preocupam-se porque talvez as suas mãos sejam muito grandes ou muito pequenas. Eles não sabem se vão gostar de treinar, ou não. Eles preocupam-se, porque podem não ter ouvido para a música, ou porque podem não ter qualquer sentido de ritmo.

Tens que ajudar os teus estudantes a remover estas inseguranças o mais cedo possível… mas muitas vezes só palavras encorajadoras não são o suficiente. Vais precisar de usar métodos pedagógicos de guitarra e materiais, que num modo natural e rápido vai dar aos teus estudantes principiantes alguma prova muito real e tangível de que eles realmente podem, vão, e estão aprendendo a tocar bem guitarra.

Erro #4 Ensinar os estudantes principiantes usando uma aproximação semelhante (mas mais simples) à que usas para ensinar estudantes intermédios e avançados. Como mencionado acima construir a autoconfiança do estudante deveria ser a fundação para construíres as tuas lições, mas depois disto estar estabelecido e criado nos teus estudantes de guitarra principiantes, ainda há aspectos na tua aproximação ao ensino que deveriam ser diferentes das que usas para guitarristas mais avançados. Por exemplo: é mais provável que os estudantes avançados entendam, apreciem e estejam dispostos a praticar um exercício tedioso vezes sem conta para alcançarem algo na guitarra - a maioria dos principiantes não pode (ou não vai) entender, nem apreciar completamente estas ideias, nem vão estar dispostos a praticar deste modo por longos períodos de tempo. Os teus métodos pedagógicos têm que corresponder à mentalidade geral do tipo de estudante que estás ensinando. Foca-te em ensinar “pessoas”, mais do que em ensinar música... Tudo se resume ao teu estudante.

Erro #5 Usar uma aproximação de tentativa e erro para aprender a ensinar guitarra. Facto é, que a maioria dos professores de guitarra tentam aprender a ensinar guitarra tratando os seus estudantes como ratos de laboratório numa experiência. Claro, podes aprender algumas coisas boas com o ensino prático, mas é injusto que os teus estudantes só aprendam deste modo. Com todos os recursos hoje disponíveis para os professores de guitarra, não há desculpa nenhuma para os professores ganharem toda a sua experiência de ensino usando uma aproximação de tentativa e erro. Procura comprovados programas de treino para professores de guitarra, adquire recursos pedagógicos de guitarra, ou pelo menos continua a ler mais artigos sobre como te tornares num melhor professor de guitarra.

Quando evitares os erros de ensino de guitarra mencionados acima, tu e os teus estudantes beneficiarão de muitas formas. Ambos vão ter uma experiência mais enriquecedora durante as tuas lições. Os teus estudantes farão um melhor, mais rápido, e mais fácil progresso, no seu tocar de guitarra. Provavelmente, manterás os teus estudantes activos a terem lições contigo por um período mais longo de tempo. E a tua reputação como professor de guitarra será aumentada no processo.

Considerando que ainda estás lendo este artigo, fica claro que tens um interesse sincero em ajudar os teus estudantes de guitarra principiantes (isto é bom!). Se ainda não fizeste a avaliação sobre ensino de guitarra mencionada acima, podes fazê-lo aqui.



© 2002-2017 Tom Hess Music Corporation