A Regra 80/20 Para Guitarristas

de Tom Hess


Já alguma vez notaste que alguns guitarristas que praticam menos parecem fazer mais progresso que outros que praticam mais? Isto realmente pode ser frustrante para os guitarristas do segundo grupo! Se tu és como a maioria dos guitarristas, as duas declarações seguintes são aproximadamente verdade (quer estejas está atento a isto ou não):

  • 80% do teu tempo de treino só te traz aproximadamente 20% do teu progresso total.
  • 20% do teu tempo de treino só te traz aproximadamente 80% do teu progresso total.

Não, eu não simplesmente puxei estes números do nada. Estas declarações são baseadas no Princípio de Pareto - (A Regra 80/20). Seria muito prolongado entrar em detalhe sobre as origens e factos por trás do Princípio de Pareto, mas eu posso dizer-te que o Princípio de Pareto foi provado verdadeiro em muitas áreas de vida humana, indústria, economia, administração de tempo e muitas outras áreas da existência humana. Afecta-nos de muitas maneiras, não só na música, mas em muito do que nós fazemos e nos envolvemos.

A ideia básica e como se aplica a tocar guitarra é, o tempo que tu praticas nem sempre é tão importante quanto o que escolhes para concentrar teu tempo de prática. Isto não é sobre eficiência ou administração de tempo. Isto é sobre obter "eficácia máxima" com qualquer quantidade de tempo que podes investir para praticar.

Vamos dizer que há dois guitarristas (nós os chamaremos John e David), o primeiro guitarrista (John) treina 30 minutos por dia fazendo bons progressos e o outro sujeito (David) treina 90 minutos por dia e faz menos progresso que o John. Quais são as duas coisas que poderias esperar que o David dissesse sobre John?

  1. “O John deve estar a treinar mais do que eu, por isso é claro que ele obtém melhores resultados.”
  2. “O John deve ter mais talento natural do que eu.”

No nosso exemplo a primeira declaração não pode ser verdade. Embora seja possível que a segunda declaração em casos raros poderia ser verdade, não é tão provável quanto parece. O que o David falhou em ver, foi que os melhores resultados do John, provavelmente são devido ao que ele se focou e quão eficaz foi o seu tempo treino.

Para seres eficaz, tens de ter ideias claras sobre que queres realizar a cada sessão de treino, então tens que analisar o teu nível de habilidade actual, em cada área que estarás praticando. Depois estás pronto para a prática Poderosa de implementar a regra 80/20 ao teu treino, que eu declaro como isto:

  • Qualquer área fraca que esteja impedindo que as tuas áreas fortes sejam usadas no seu máximo potencial, é uma fraqueza que tens que superar o mais cedo possível. Estas fraquezas são parte dos importantes 20% nos quais devias focar-te, porque ao superares estas fraquezas, provavelmente, trará 80% do progresso total do que queres alcançar.
  • Qualquer fraqueza que não interfira com a implementação das tuas áreas fortes no seu máximo potencial são, normalmente dispensáveis. Estas áreas fracas são parte dos dispensáveis 80% nos quais actualmente te focas (quer estejas atento a isto ou não) que trarão só 20% do progresso total do que queres alcançar.

Se estás tendo dificuldades em perceber isto, é porque provavelmente não pesquisaste o suficiente o Princípio de Pareto.

Se mudares esta aproximação ao teu tempo de prática numa base consistente, os teus resultados melhorarão maciçamente. Podes conseguir um muito e positivo impulso no teu tocar, até mesmo se o teu tempo de prática for limitado. Mas por favor não me entendas mal, eu não estou insinuando, de qualquer forma, que as sessões de prática curtas são tão boas quanto as mais longas, nem que as sessões de prática curtas são substitutas aos períodos mais longos de treino sério. O que eu estou dizendo é que as "sessões de prática curtas eficazes" podem ser muito valiosas quando sessões mais longas forem impossíveis.

Se já sabes que amanhã terás só 20 minutos de tempo de treino, podes ser tentado a dizer, "esquece, o que posso eu realizar em 20 minutos? Eu vou esperar pelo próximo dia quando eu souber que eu terei uma hora para praticar.” Não te faças isto, porque a consistência diária é o melhor combustível para um impulso frontal. Usa os 20 minutos e empacota-os com o que mais precisa ser trabalhado, não te sentes a tocar coisas que já sabes tocar bem. Aprende mais sobre praticar guitarra com tempo limitado neste vídeo GRÁTIS de treino de guitarra (guitar practice video).


Learn about online guitar lessons.
 

© 2002-2017 Tom Hess Music Corporation