11 Erros Prejudiciais Que Guitarristas Cometem E Como Evitá-los


Sabes que alguns guitarristas tocam na maioria dos dias da semana, trabalham duro e têm grande paixão por aquilo que fazem? Mas eles têm sempre dificuldades para conseguir tocar da maneira que eles querem. Eles ficam frustrados porque não conseguem melhorar a maneira que tocam, com a rapidez que queriam e começam a duvidar do seu potencial como guitarristas, ou então ficam desencorajados e zangados com eles próprios, quando pensam no tempo que vai levar para se tornarem melhores guitarristas.

Consegues ver alguma relação no que acima foi descrito? Eu certamente consigo; acabei de me descrever há 15 anos atrás.

Existem razões específicas por que guitarristas passam por tal frustração e desapontamento. Aqui estão 11 erros chave que guitarristas cometem repetidamente e que tu deves, definitivamente, evitar.

  1. Ensinar a ti próprio como tocar guitarra. Muitas pessoas tentam ensinar-se a tocar guitarra. Sim, é sabido que alguns guitarristas conhecidos de “alguma” maneira aprenderam sozinhos, mas eu não sugiro que sigas esta estratégia, mesmo que o teu guitarrista preferido o tenha feito. Se tu tens 100% de certeza que consegues criar poderosos e eficazes sistemas de aprendizagem sozinho, isso é óptimo. Contudo, se tu fores como a maioria de nós, fazê-lo sozinho é mais difícil, consome mais tempo, é stressante e é uma maneira frustrante de aprender seja o que for. Este é um erro que tu deves evitar. Alguns guitarristas pensam que vão impressionar os outros se disserem: “ eu aprendi a tocar sozinho”. Esta declaração pode impressionar algumas pessoas inexperientes, mas aprender sozinho não é uma “insígnia de honra”. Preferias impressionar os outros com a maneira como tu tocas ou com uma declaração sem importância sobre a maneira como o fazes? Eu não estou criticando os guitarristas que aprenderam sozinhos, só estou dizendo que não há vantagem nenhuma em aprender sozinho… e não, não é verdade que “ensinar-se a si próprio” nos faz ser mais  “originais”. De facto, o contrario é o que usualmente acontece.
  2. Ter lições de guitarra de professores pouco eficazes. Infelizmente a maioria dos professores de guitarra eléctrica recebem ZERO de treino em como ensinar guitarra. E o pior é que a vasta maioria de professores fazem pouco ou nada para melhorar as suas habilidades para ensinar guitarra melhor. Queres prova? Usa o Google. Escreve estas frases como palavra-chave: “melhorar habilidades para ensinar guitarra”, “habilidades de ensinar guitarra” ou “ensinar guitarra treino”. Vais descobrir que menos de 10 procuras sobre estes tópicos são feitas por mês no Google!  É claro que existem por aí alguns professores de guitarra eléctrica muito eficazes, mas existem muitos mais que não o são. Aqui está um recurso gratuito para saberes a diferença entre um bom professor de guitarra e um professor de guitarra medíocre: Free Guide: How To Choose A Guitar Teacher (Como escolher um professor de guitarra – Guia grátis).
  3. Procurar nova informação sobre guitarra (truques, dicas, pautas) Sem Uma Estratégia Comprovada, Para Chegar Aos Teus Objectivos Musicais. Nós precisamos de informação, conselhos, ajuda e música para tocar. Sem estratégias e processos de treino comprovados, que sejam feitos especificamente para ti, para o teu nível de capacidade, para o teu estilo musical e para o que queres atingir como guitarrista, não serás bem sucedido. Só com a informação não  vais chegar aonde queres. É melhor procurares ajuda para desenvolver e personalizar estratégias que te tornem um melhor guitarrista. Depois desta estratégia estar no lugar, é tempo de te envolveres com a informação correcta.
  4. Não Saber Especificamente O Que Tu Queres Ser Capaz De Tocar. A maioria dos guitarristas não é suficientemente específica quando pensa (ou diz a outros) sobre aquilo que querem ser capazes de fazer com a sua guitarra. Dizer que “ eu quero ser capaz de tocar tudo aquilo que eu quiser” é muito vago. Como podes  (ou o teu professor de guitarra) desenvolver estratégias específicas e eficazes sem teres objectivos específicos? É como dizer que queres ser um grande atleta. Como podes treinar eficazmente com um objectivo tão vago? Claro que, nalgumas coisas, podes tornar-te mais rápido, mais forte, mais flexível, ou seja o que for, mas é muito mais fácil se primeiro fores mais especifico, decidindo se queres ser um ginasta, um corredor de maratona ou um halterofilista, por exemplo. Sim, tu podes melhorar sem uma estratégia, mas vai levar muito mais tempo e vai ser muito mais frustrante. Podes sempre mudar os teus objectivos mais tarde, se descobrires que queres fazer outra coisa, sem ser o que estavas fazendo.
  5. Pouca Concentração Nas Coisas Que Mais Importam Para Te Tornar Num Melhor Guitarrista. Caíste na armadilha de treinar a guitarra sem concentração e em coisas específicas que rapidamente podem melhorar a maneira como tu tocas? Muitas pessoas não compreendem como aplicar este conceito em suficiente detalhe … por exemplo, eu tenho um aluno chamado Mark que teve lições de outro professor no passado. Mark estava estudando sweep picking arpeggios com o seu professor anterior e estava fazendo progresso. Contudo, Mark não sabia em que coisas específicas tinha de se concentrar primeiro, antes de tentar ficar perito nos “ sweep picking arpeggios” que estava treinando. Isto estava atrasando-o e fazendo sentir-se muito frustrado. O professor que o Mark tinha antes só sabia ensinar arpeggios em conceitos gerais de sweep picking. Na realidade, ele não sabia como ensinar o Mark a concentrar-se em coisas específicas, nem ensiná-lo a superar os desafios que estava a ter. Se quiseres ver uma pequena a amostra disto vê este pequeno sweep picking video guitar lesson.
  6. Concentração A Mais Em Coisas Que Não São O Núcleo Dos Teus Objectivos. Para além de não se concentrarem em coisas específicas, muitos guitarristas concentram-se nas “coisas erradas”. Alguns guitarristas entusiastas ficam temporariamente obcecados com coisas que são distracções, em vez de se preocuparem com coisas que os iam ajudar muito mais na maneira como tocam. Aqui está um exemplo: eu costumava ficar tão frustrado e zangado quando não conseguia tocar algo na perfeição. Eu trancava-me no quarto onde treinava e dizia: “ não saio daqui enquanto não conseguir tocar isto na perfeição, mesmo que leve as próximas 19 horas! Nada de intervalos! Nada de comida! Nada de contacto humano! Eu vou conseguir isto!”. E eu conseguia. À primeira vista, podia parecer que eu estava no caminho correcto e treinando de uma boa maneira … Mas, na realidade, eu estava perdendo o meu tempo só para deixar de estar zangado e frustrado. Eu não estava investindo, sabiamente, o meu tempo de treino nas coisas que REALMENTE importam para ser um melhor guitarrista. Por outras palavras, a minha perseverança era louvável, mas a minha estratégia de ficar perito nos importantes objectivos a longo prazo era fraca. Eu permiti-me ficar distraído. Eu não faço mais este mesmo erro e desejo que tu também o evites! Concentra-te, imediatamente, em coisas que realmente importam para a maneira como tu tocas. Se não tens a certeza como fazer isto, hoje mesmo procura um professor de guitarra comprovado.
  7. Concentrar-se Nas Coisas Certas Mas Na Ordem Errada. Este é um erro comum, que mesmo os guitarristas mais avançados cometem, e que causa muito tempo perdido e frustração. Imagina que tu queres melhorar a tua habilidade de criar os teus próprios e “fixes” solos de guitarra. Vamos assumir que tu és suficientemente avançado para compreender todos os primários e secundários elementos para compor um solo de guitarra (ou que tu tens um professor para te ajudar). Cada um dos muitos elementos têm de ser aprendidos e/ou treinados de forma a que facilmente cries os espectaculares solos de que gostas. Por onde deves começar? Em que te deves concentrar? No primeiro elemento, no segundo, no terceiro,…? Quais destas coisas deves treinar em simultâneo? Existe sempre uma ordem específica, na qual as habilidades musicais devem ser aprendidas e dominadas, de forma a fazer EXPLODIR as tuas habilidades musicais. Infelizmente esta ordem é totalmente diferente para cada pessoa, tipo de música, objectivos musicais, conjunto de habilidades e conhecimento, por isso, dar um exemplo aqui não faria sentido. O meu conselho é: arranja o melhor professor que puderes arranjar e estuda com ele(a) de maneira a conseguires fazer o que queres fazer na tua guitarra, muito mais rápida e facilmente.
  8. Não Isolar Áreas Problemáticas. Poucos guitarristas têm a noção das pequenas coisas que os atrasam de uma maneira considerável. Porque estas pequenas imperfeições parecem insignificantes para nós, muitas vezes as ignoramos. A verdade é que pequenas dobradiças abrem grandes portas. No vídeo mencionado acima, eu expliquei como deixar a palhetada na guitarra perder o seu momentum quando tu não estás a “palhetar” uma nota, fazendo com que o teu tocar seja lento e sujo…, coisa que te vai fazer sentir muito frustrado. Por isso, é que eu me certifiquei que marcava especialmente este ponto, para ajudar-te a evitar este erro. Vê esta pequena amostra sweep picking video guitar lesson para mais detalhes.
  9. Aprendendo E Treinando Guitarra Passo A Passo Num Processo Linear. Será que seguir um processo linear de aprendizagem e domínio da guitarra, passo a passo, faz sentido para ti? Sim faz… E é por isso que guitarristas que seguem este caminho NÃO são grandes guitarristas. Eu vou dar-te a conhecer um segredo … A verdade é que, seguindo uma aproximação linear de aprender, treinar e dominar guitarra é  A RAZÃO Nº 1 PELA QUAL “BONS GUITARRISTAS” LUTAM TANTO PARA SE TORNAREM “GRANDES GUITARRISTAS”… Eu, inicialmente, pensei em escrever um artigo sobre este tema,  separadamente, mas eu penso que tu vais aprender melhor sobre este conceito num outro vídeo que gravei quando fiz uma tournée (tour) de clínica de instrução de guitarra há alguns meses atrás. Vê também esta amostra grátis do meu Clínica  De Como Dominar A Guitarra. (“How to Master The Guitar” clinic.)
  10. Treinar Guitarra Da Mesma Maneira Que Os Teus Guitarristas Preferidos Treinam. Alguma vez leste sobre como os teus guitarristas preferidos treinam e tentaste imitar a mesma rotina de treino que eles usam? Sim, eu também cometi este erro! Parece natural usar uma rotina similar à que os teus guitarristas preferidos usam. Isto é um erro, porque o teu nível de habilidade e conhecimento é provavelmente muito diferente do nível do teu guitarrista preferido. Os desafios e necessidades dele(a) não serão os mesmos que os teus.
    Os guitarristas profissionais treinam por razões diferentes das que a maioria dos guitarristas amadores o fazem. Por exemplo, antes de gravar um álbum novo, eu treino de uma maneira muito diferente da maneira que uso antes de ir numa tournée. E quando eu estou em tournée, a minha rotina de treino muda drasticamente novamente. O resto do ano a minha rotina de treino muda, ainda, mais uma vez. Isto acontece porque os meus desafios e objectivos são totalmente diferentes. Quando os meus alunos de guitarra me perguntam: “―Tom, como é que tu treinas a guitarra?” ― eu tenho muito cuidado em não deixar que eles assumam que têm de treinar como eu. A tua rotina de treino deve ser centrada em TI e em ti só! Se precisares de ajuda para criar uma rotina de treino, manda-me um e-mail.
  11. Aprendendo De Demasiadas Fontes De Informação. Vão sempre haver várias oportunidades de aprendizagem e muitos caminhos a seguir, mas é essencial que não te distraias em seguir o conselho de uma pessoa e, depois, o conselho de outra pessoa e seguir fontes de outro sítio qualquer e por aí fora… Pessoas diferentes podem ter boas ideias para oferecer, mas o facto é que a distracção é a grande razão pela qual guitarristas que estão a aprender, na realidade, não avançam rapidamente… Estas pessoas estão sempre ocupadas seguindo fontes completamente diferentes, professores, filosofias, vídeos de instrução, lições de guitarra grátis, mas tudo isto leva a que eles dêem um passo à frente, depois 2 passos à direita, depois mais um passo à frente, depois 3 passos à esquerda, depois um para trás, dois para a direita, um para a frente, e depois mais um para a esquerda…

    Uma ilustração disto está desenhada aqui abaixo. O primeiro caminho é, obviamente, a maneira mais directa de atingires os teus objectivos.
    O segundo caminho é uma aproximação pouco eficiente e cheia de distracções que vêm dos muitos conselhos e das várias fontes que tiveste.



    Uma vez que tenhas uma estratégia eficiente para te tornares no guitarrista em que te queres tornar, fica SEMPRE concentrado nela (a não ser que os teus objectivos mudem radicalmente)!!  A melhor maneira de fazer isto é ter um professor principal de guitarra, que te ajude a ser o músico que realmente queres ser.

    Isto não significa que não deves aceitar os conselhos de outras pessoas, mas deves ter uma principal fonte de informação, treino e ensinamento e ver os outros conselhos como uma fonte adicional. Contudo, não te distraias com isto.

    Faz o download gratuito deste guia em “Como Escolher Um Professor De Guitarra” (How To Choose A Guitar Teacher) . 

    Para encontrares um professor com estratégias de ensinamento, de treino e de resultados comprovados e para que possas tornar-te no espectacular guitarrista que queres ser, tocando guitarra da maneira que sempre quiseste tocar.     
     

Transform your guitar playing by taking effective online guitar lessons.


© 2002-2017 Tom Hess Music Corporation