Criatividade E Expressão – Parte 2

de Tom Hess


Originalmente planeei que aparte 2 deste tópico fosse totalmente diferente do que vais ler abaixo, mas recebi um monte de e-mails após as pessoas lerem o artigo "Criatividade e Expressão - Parte 1" relativamente ao último exemplo que eu escrevi (o conceito story-board). Muitas pessoas quiseram uma explicação mais detalhada de como a ideia pode ser aplicada às suas composições. Então, aqui estáum exercício para fazeres.

Para esta experiênciade escrita eu sugiro fortemente queescrevas uma peça instrumental de música (canção sem palavras ou canto). A minha razão para isso é simples, a maioria dos escritores confia demais na letra da canção para expressar os pensamentos, sentimentos, emoções, história, etc, que está sendo comunicado. Não há nada de errado com a letra contar a história, mas eu acho que é muito mais valioso se puderes contar a mesma história só com a música. Então, quando adicionares as letras (se as adicionares em tudo), o poder e o impacto da música será muito maior no ouvinte. Vamo-nos concentrar nesta experiência, na música e não na letra. Mais tardepoderás adicionar a letra, quando acabares e se quiseres.

  1. Escolhe o teutópico. Encontra algo que queiras expressar musicalmente. Podes escolher o que quiseres, tal como: um acontecimento pessoal, sentimento, pensamento, uma história, da qual, ouviste falar, ou leste sobre. Também, podes criar uma história fictícia, eventos, etc. A chave é saber exactamente o que é que vais estar expressando antes de começar a pensar sobre a escrita da música. Quais são os objectivos expressivos? Porque escolheste este tema para expressar na tuamúsica?
  2. Escreve-a.Depois de teres escolhido o tema, anota-o em papel pelastuas próprias palavras e em poucos parágrafos. Vais voltar à descrição do teu tema variadas vezes enquanto estiveresescrevendo a música. Mantém-na perto quando nela estiveres trabalhando. Descreve (por escrito) os acontecimentos, sentimentos, pensamentos, pessoas, lugares ou coisas envolvidas, etc. Lembra-te que os teus objectivos são expressivos!
  3. Trending Articles:
    How To Create Emotion On Guitar
    Learn how to accurately express emotions in your guitar playing.

    Improve Guitar Playing Creativity
    Learn the main reasons why you
    struggle to be creative on guitar.

    Become An Expressive Songwriter
    Disover how to develop accurate self-expression as a songwriter.
    Divideem secções. Divide a história / tópico em secções. O número de secções vai variar conforme a variedadede factores, nos quais, a tua história se baseia. Para a maioria das canções, a norma é 3-8 secções, mas mais, ou menos épossível. As secções da tua história / tema vai determinar o número de secções musicais da tua música, então, pensa nisso com cuidado. Numera cada secção.
  4. Os 7elementos básicos da música. Faz uma lista dos 7 elementos básicos da música. Pensa sobre como cada elemento musical (ritmo, harmonia, melodia, textura, forma, timbre, dinâmica), pode ser melhor utilizado para expressar os teus objectivos expressivos (a tua história / tema), musicalmente. Faz isto, cuidadosamente, e sobre cada elemento, não apresses este passo. Anota as tuas ideias sobre cada um no mesmo papel que preparaste no passo 2.
  5. Clímax. Pensa sobre onde estão os pontos climáticos do teu tópico / história. Em qual secção o clímax é atingido? Onde, na secção, especificamente, está o clímax localizado (início, meio e fim, etc.) Pode ser uma boa ideia compores primeiro o ponto climático, mesmo que este seja no meio, ou no fim da história. Se souberes para onde vais, será muito mais fácil chegares lá. Na maioria das histórias as partes antes do clímax são construídas para chegar até ele e, geralmente, as partes seguintes, afastam-se deste ponto. Por outras palavras, o que acontece antes do clímax normalmente cria tensão e o que acontece após o clímax normalmente cria resolução de toda a tensão acumulada. É claro que nem todas as histórias ou músicas seguem este padrão, mas, muitas vezes, sim. Anota as tuas ideias sobre isto no mesmo papel que preparaste no passo 2.

Agora que tens tudo isso em papel, estás pronto para começar a escrever a música para a tua canção / composição. Enquanto estiveres escrevendo a música, volta às ideias originais que anotaste no papel nos passos 2-5. Estás seguindo essas ideias, ou começaste a evoluir para longe delas enquanto continuas escrevendo a música? É-me comum, por vezes, desviar-me bastante das minhas intenções originais, uma vez que, estou compondo a música e estando a trabalhar nela por algum tempo. Às vezes, o resultado de mudar os planos pode ser ainda melhor que o original, outras vezes é um fracasso e eu volto aos conceitos originais, refinando a música para melhor atender às minhas intenções.  No sentido de aprender esta forma de escrever música eu encorajo-te a seguires os teus planos originais por enquanto, não importam quais. Depois de te sentires mais confortável com a escrita / expressão desta maneira, então, certamente, podes evoluir além deste estilo de composição para que, melhor se adapte às tuas próprias necessidades.

Como sempre, os mails dos leitores são bem-vindos.

Criatividade e Expressão - Parte 1


See how online guitar lessons will help you become the guitar player you want to be.

© 2002-2017 Tom Hess Music Corporation